domingo, 15 de dezembro de 2013

Decorações de Natal em Dourado (2013).


O Natal em Dourado aparece em decorações que deixam a cidade mais iluminada.

Tempo que nos faz cultivar novos sonhos, rever o que fizemos e ainda não desistir da caminhada que nos espera num próximo ano de esperança e expectativa de momentos melhores em nossas vidas.

 Ao aproximar-se o Natal, é comum se ouvir a expressão "espírito natalino". Não sei bem o que esta expressão significa, mas parece apontar para um sentimento de bondade um tanto genérica, para um ar festivo recheado de presentes e de consumo, para o encontro festivo de familiares e parentes, para gestos e episódios de maior sensibilidade para com o próximo.

 Até pessoas que não reconhecem particular valor no nascimento de Jesus de Nazaré entram no "espírito natalino" e dele participam! Celebrar o Natal é celebrar com otimismo o fato de sermos seres humanos. É assumir o viver humano com um viver no qual é possível fazer uma história grande e nobre, divina.
 Este otimismo embutido no Natal talvez explique uma face surpreendente: a alegria, uma alegria generalizada que contamina a todos, que podemos definir como espírito natalino!

 Por isso, "espírito natalino", para nós cristãos, é sempre uma busca, um se dispor novo ao encontro com Jesus Cristo e com seu santo Evangelho, encontro capaz de transformar aos poucos nossa existência, tornando-a de fato fonte mais capaz de bondade real e inteligente, mais atenta e sensível aos outros, mais sobriamente alegre e jovial.

 Independente da sua crença, nacionalidade, estado, raça ou religião: “Viva um Feliz Natal”. 

Fotos.
Esquina da Prefeitura Municipal de Dourado.



Casa do Papai Noel.



Praça da Prefeitura.

Casa do Papai Noel em frente a Prefeitura.



 Ruas da cidade.


E.M.E.F. Senador Carlos José Botelho.




 Casa do Gudo. 


Homenagem a Ferrovia.















 Rua Dr. Francisco Borja Cardoso.


Enfeites no Comércio.



Enfeites acompanhando a iluminação pública.



Capela na Avenida da Saudade.


Rua Dr. Marques Ferreira.


E.E. Salles Júnior. 





Vídeos do YouTube. 



Orquestra de Violas. 

Apresentação da Orquestra de Violas Caipira de Itapui na Casa do Papai Noel, na Praça da Prefeitura. Focados na música de raiz, a orquestra nem cogita acrescentar outros instrumentos musicais, segundo o maestro. “Não pretendemos acrescentar instrumentos musicais que não sejam viola. Nossa intenção é manter o ‘status’ de orquestra de viola, a única no estilo da região.” As apresentações do grupo são um verdadeiro show, comemora o idealizador. “Os 18 componentes tocam e cantam as músicas de raiz. Músicas de Tonico e Tinoco, Pedro Bento e Zé da Estrada, Liu e Léo dentre outros. Animamos aniversário de cidades, feiras e festa do peão, o pessoal gosta muito.” Para tornar as apresentação típicas, o grupo usa uniforme. “Usamos chapéu, bota e camisa xadrez. Antes de cada música, um locutor conta a história do ‘nascimento’ dela, quem criou e como criou aquela melodia e letra. Nosso grupo é formado de pessoas de várias profissões. Alguns nem sabiam tocar viola e aprenderam comigo. Temos marceneiros, pedreiros, montador de móveis, motoristas dentre outros.” diz o Maestro Gilson Sebastião.

 Vejam também neste blog:

Enfeites de Natal (2011).



Viola Caipira.



Blog de Dourado: Cultura, Turismo e Lazer.



Os Carneiros e a Estrela.



Receitas do Interior.



Acessa SP em Dourado.



Dourado em 2 Tempos.


domingo, 8 de dezembro de 2013

Circo “Los Agady” em Dourado SP.

A chegada do circo nas pequenas cidades, como a nossa, ainda é um acontecimento que desperta a atenção de todos, principalmente nas crianças. Isso se deve à determinação dessa gente circense que “não arreda o pé, e não deixa o circo morrer.”

Mágicos, palhaços, trapezistas, contorcionistas, equilibristas são apenas alguns personagens que dão vida e fazem despertar os sonhos e esperanças do público.

Circo é Cultura, Lazer e Entretenimento.

Dos chineses aos gregos, dos egípcios aos indianos, quase todas as civilizações antigas já praticavam algum tipo de arte circense há pelo menos 4 000 anos - mas o circo como o conhecemos hoje só começou a tomar forma durante o Império Romano. O primeiro a se tornar famoso foi o Circus Maximus, que teria sido inaugurado no século VI a.C., com capacidade para 150 000 pessoas. A atração principal eram as corridas de carruagens, mas, com o tempo, foram acrescentadas as lutas de gladiadores, as apresentações de animais selvagens e de pessoas com habilidades incomuns, como engolidores de fogo.
 Destruído por um grande incêndio, esse anfiteatro foi substituído, em 40 a.C., pelo Coliseu, cujas ruínas até hoje compõem o cartão postal número um de Roma.

Que o circo continue trazendo a nossa cidade o encanto como um mundo de sonhos: “As luzes se acendem, as cortinas se abrem e a fantasia acontece.”

O riso das crianças é a maior alegria do palhaço.

Os aplausos é a maior recompensa do artista.

O Circo "Los Agady" teve sua primeira apresentação no dia 6 de dezembro, sexta-feira, e fará uma curta temporada em Dourado. Está localizado ao lado da Avenida Marchador Brasil 14.000 Km, próximo ao trevo da cidade.

Parabéns Circo “Los Agady” que a magia do espetáculo proporcione a alegria à todos!

Vídeos YouTube.









Fotos do Circo:










































Fontes de Pesquisa:

www.jornalanossavoz.com.br
mundoestranho.abril.com.br
Wikipédia a enciclopédia livre.

Veja também nesse blog:

Recordações do Circo em Dourado.


Recordações da Festa de São João Batista (Vídeo de 1991).


Aspéctos Históricos das Praças.


Avenida Marchador Brasil 14.000 Km.


História do Trevo de Dourado.


EMEI Profa. Myriam App. Pallota dos Santos - Dourado, SP.


Associação São Vicente de Paulo – Dourado, SP.